12/09/14

Mentira tem perna curta – Sobre o livro de Mórmon

A religião mórmon é parte de um movimento maior, surgido no século XIX, chamado restauracionismo. A ideia de todos os movimentos restauracionistas (e aí incluo Igreja Adventista do Sétimo Dia, Testemunhas de Jeová, etc.) é a de restaurar a mensagem original de Jesus e dos apóstolos, inclusive, de certa maneira, restaurando a igreja original.

Embora a linguagem seja muito semelhante, a proposta do protestantismo não é essa. A ideia protestante é o reformismo, isto é, reformar a Igreja que já existe, corrigir os desvios, e não criar a coisa do zero. De fato houve movimentos ditos “protestantes” que surgiram no limiar entre protestantismo e restauracionismo: os chamados anabatistas (também conhecidos como reforma radical), antepassados dos atuais batistas. Como grande parte dos protestantes atuais é de origem anabatista (incluindo os pentecostais), é muito difícil explicar a diferença entre o protestantismo original (representado por Wyclif, Lutero, Melanchton, etc.) e o restauracionismo sem fazer referência a uma genealogia histórica.

Embora o mormonismo tenha surgido em um meio religioso protestante, não se pode dizer que os mórmons sejam protestantes; não aderem, por exemplo, ao princípio Sola Scriptura, segundo o qual somente a Bíblia é sustentáculo da doutrina da Igreja.

***
A alegação feita pelos mórmons, isto é, a narrativa que (supostamente) valida o mormonismo enquanto doutrina de origem divina, é a de que Deus teria guiado o profeta Joseph Smith a “encontrar” o livro que, depois de traduzido, se tornou o que conhecemos como “Livro de Mórmon”. O Mórmon crê na doutrina ensinada nesse livro como revelada por Deus. A partir das revelações feitas ao “profeta” Joseph Smith, Deus restauraria a mensagem original de Jesus Cristo.

Como podemos saber se essa alegação é falsa? Eu posso dar um motivo cabal, uma prova de que o livro de Mórmon é uma falsificação. Pretendo explicar por que eu, como estudante das línguas bíblicas, jamais poderia me tornar Mórmon.

Trata-se de algo que eu já expliquei antes neste blog (veja aqui): o erro de tradução de Isaías 14:12 que ajudou a consagrar a palavra “Lúcifer” como nome para Satanás. O texto de Isaías 14 é repetido pelo livro mórmon conhecido como 2 Nefi. A referência é 2 Nefi 24:12. O livro de Mórmon pode ser consultado em inglês (aqui) e em português (aqui), no endereço da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias / The Church of Jesus Christ of Latter Day Saints.

É muito importante notar que essa comparação deve ser feita em inglês. Por que isso? Simples: o “profeta” Joseph Smith escreveu originalmente em inglês, por ser americano.

Abaixo a comparação entre o livro de Mórmon em inglês e em português, mediados pela King James Version (Versão King James ou Versão do Rei Tiago), com grifo na parte que pretendo discutir:

Book of Mormon
King James Version (KJV)
Livro de Mórmon
12 How art thou fallen from heaven, O Lucifer, son of the morning! Art thou cut down to the ground, which did weaken the nations!
(2 Nephi 24:12)
12 How art thou fallen from heaven, O Lucifer, son of the morning! how art thou cut down to the ground, which didst weaken the nations!
(Isaiah 14:12)
12 Como caíste do céu, ó Lúcifer, filho da manhã! Foste lançado por terra, tu, que debilitavas as nações!
(2 Néfi 24:12)

Como se pode ver acima, a versão original (em inglês) do livro de Mórmon é basicamente uma cópia da versão King James. Só há duas diferenças: 1) o livro de Mórmon omite a palavra “how” (em itálico), que é uma palavra adicionada pelos tradutores da KJV para facilitar a leitura (Joseph Smith faz isso com as outras palavras em itálico, como podemos ver comparando outros versículos de Isaías e 2 Nefi); 2) Joseph Smith errou a conjugação do verbo “to do”, grafando did (em vez de didst). O inglês empregado na King James Version (e no livro de Mórmon original) é chamado de early modern english, o padrão inglês usado durante os séculos XVI a XVIII, que é a época em que a KJV foi traduzida (1611). Na época, se utilizava o pronome thou, substituído hoje por you. A conjugação do verbo to do, no passado simples, seria: I did, Thou didst, He/she/it did. Esse erro é fácil de explicar: Joseph Smith, que escreveu utilizando o padrão contemporâneo (modern english), como falante nativo da língua inglesa, conjugava o verbo com I did, You did, He/she/it did, sem mudança na 2ª pessoa do singular.

Assim, a comparação é clara: Joseph Smith copiou a KJV. Isso fica ainda mais claro quando comparamos os textos anteriores e posteriores da KJV. Mas é aí onde está o problema: Joseph Smith copiou inclusive os erros que os tradutores da KJV cometeram, especialmente o uso da palavra Lúcifer, como já explicad. Como o livro de Mórmon, que estaria perdido por séculos antes de Joseph Smith, poderia conter os mesmos erros que os tradutores da KJV cometeriam muito tempo depois? Diante das evidências, a única explicação razoável é: o livro de Mórmon é falso.

Versões mais recentes em língua inglesa (NASB, NIV, etc.) corrigiram esse erro da KJV, de modo que a leitura delas é basicamente a mesma que encontramos nas Bíblias em português.

Jesus predisse que haveria falsos profetas. Mas ele não disse que eles seriam tão fáceis de desmascarar.


G. M. Brasilino

5 comentários:

  1. Paz seja convosco! 0k?
    Sou eu um estudante das Escrituras Sagradas e gostaria de saber onde tem mentiras no Livro de Mórmon, capítulo e versículo para me auxiliar em pesquisas e ficar apto para responder a qualquer uma pessoa que estiver diante de mim.
    Até agora só encontrei uma única hipocrisia que está escrito em Mórmon; 07, 05 que diz: 05 "Sabei que deveis ter conhecimento de vossos pais e arrepender-vos de todos os vossos pecados e iniquidades e crer em Jesus Cristo, que ele é o Filho de Deus e que (foi morto pelos judeus); e que pelo poder do Pai se levantou novamente, pelo que conquistou a vitória sobre a sepultura; e também nele é consumido o aguilhão da morte".

    A mentira é que Jesus Cristo foi morto pelos judeus, mas a verdade é que (Jesus Cristo foi morto pelo soldados) romanos. Mas, como sou católico romano, reconheço que no catolicismo é ensinado essa mentira também e o pior de tudo é que o povo acredita.

    Meu e-mail► willgremio@gmail.com

    Muitíssimo agradecido pela vossa atenção...
    Livro de Mórmon
    Capítulo 7
    Mórmon convida os lamanitas dos últimos dias a crerem em Cristo, a aceitarem o Seu evangelho e serem salvos — Todos os que crerem na Bíblia também crerão no Livro de Mórmon. Aproximadamente 385 d.C.

    Website→ https://www.lds.org/scriptures/bofm/morm/7?lang=por

    ResponderExcluir
  2. o mormonismo é essecialmente espiritismo.o livro de mormon não possui autenticidade.seita de fanaticos

    ResponderExcluir
  3. Eu não consigo entender como um ser pensante pode acreditar nessa tola fantasia chamada mormonismo.A coisa é mais do que ridícula!

    ResponderExcluir
  4. Eu não consigo entender como um ser pensante pode acreditar nessa tola fantasia chamada mormonismo.A coisa é mais do que ridícula!

    ResponderExcluir