02/02/11

Morcego é ave?

"A Bíblia diz que morcego é ave", afirmam os seus detratores. Trata-se, entretanto, de um dos mais grosseiros erros de exegese. É algo parecido com o caso da baleia/peixe do livro de Jonas, caso já explicado (clique aqui).

Na realidade, aquilo que chamamos de "Ave" não é um grupo de animais que existisse na época em que o Antigo Testamento (ou o texto de Levítico 11:13-19) foi escrito. Os animais em si existiam, mas não a palavra "ave". A expressão utilizada no texto hebraico é עוֹף (OF), que significa "voador", derivado de עוּף (UF), "voar". Ninguém duvidaria de que um morcego é um 'voador'.

G. Montenegro.

17 comentários:

  1. Sim ... mais uma prova de que a bíblia foi escrita pelos homens e tem um monte de coisa errada, principalmente pra ser seguido.

    ResponderExcluir
  2. Que a Bíblia foi escrita por homens, isso todo mundo sempre soube. Mas qual é o erro?

    ResponderExcluir
  3. Erro esta na tradução do hebraico para o portugues
    A questão é.. pq nao arrumaram isso ainda ?

    vlw

    ResponderExcluir
  4. A grande resposta é: porque não é necessário. É uma questão que só tem importância a título de curiosidade. Quando não é possível fazer uma tradução exata (e este é o caso), basta fazer uma tradução aproximada (e este é o caso) e fazer a necessária correção em uma Bíblia Comentada ou através de um volume separado (Comentário Bíblico, por exemplo). Quem quiser saber mais, que pesquise e confira nos originais, que podem ser comprados.

    Mas isso não é uma coisa que simplesmente "se arruma". Cada equipe de tradução é independente e uma tem os seus motivos para traduzir de uma certa maneira (às vezes justificados, às vezes nem tanto). Muitas vezes o motivo é simplesmente estético.

    O importante a se saber é que as traduções da Bíblia são anteriores à invenção do táxon "ave". São cortes arbitrários, com fundamento na realidade, mas ainda arbitrários, como é toda classificação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pela atitude, Gyordano! Infelizmente as pessoas de nosso país primeiro refutam e depois consideram algo, quando o fazem. Não olham com o mínimo de boa vontade a coisa alguma para tentar entendê-la. Força!

      Excluir
    2. se há um erro, pode haver mais erros de gravidade mtu maior! simplesmente vocês se contentam na fé de que tá tudo escrito e traduzido certinho e não consideram aqueles que simplesmente questionam sobre a integridade das escrituras

      "Aguardo sentado uma resposta à altura"

      E agora vi ainda o comentário de Colbert!
      A passagem fala também do avestruz, que não voa, logo a tradução continua incorreta, mas discordo com Colbert em tentar encontrar outra tradução para esta passagem, ou está correta ou incorreta, se foram homens de Deus que escreveram nao podemos mudar a nosso gosto

      Excluir
    3. 1. Se o Sr. acha que há outros erros, podemos discuti-los UM A UM. É bobagem pensar que não levamos em considerações possíveis contradições ou erros bíblicos.

      2. Ninguém disse que tudo está "traduzido certinho". Nunca vi ninguém dizer uma tolice dessas. Todo estudante das Escrituras sabe que há várias traduções com graus variados de qualidade. Mais do que isso, os textos originais dos quais se baseiam as traduções estão disponíveis para quem quer que queira fazer uma tradução diferente.

      3. O que se discute não é "mudar a nosso gosto" o que "homens de Deus" escreveram. Ninguém vai mudar o texto hebraico (se Antigo Testamento) ou grego (se Novo Testamento), mas sim mudar a tradução em português, que pode e deve ser mudada sempre, não ao nosso gosto, mas de acordo com a necessidade imposta pela língua.

      Excluir
  5. E porque isso entre outros erros, não são esclarecidos dentro das igrejas? As pessoas não precisam saber que a bíblia tem erros de tradução?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses erros são esclarecidos dentro das igrejas, desde que haja alguém academicamente habilitado a ensinar e explicar.

      Excluir
  6. Gyordano achei sua saída acadêmica para resolver o problema do morcego bastante interessante, porém você não atentou para um pequeno pormenor. Em Levítico, capítulo 11 versículo 16, é dito que não deve também se comer o avestruz. Acontece que o avestruz não voa(veja em http://www.infoescola.com/aves/avestruz/). Ou seja, se você afirma que a tradução está incorreta, a tradução continua incorreta. Como resolver o problema? Será que dentro das igrejas temos alguém academicamente habilitado para explicar? Eu tenho uma solução. É só afirmar que não se trata nem de "ave" nem de "voar", mas tão somente "bicho". Podemos ir até um pouco mais além dizendo ser "animal de duas pernas". Gostou da saída? O problema é saber se esta tradução casa bem com o signo em outros contextos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há controvérsia sobre o significado de YA'ANAH. A New International Version traduz como "horned owl", uma espécie de coruja, não avestruz.

      Excluir
  7. Mais um dos muitos erros , não adianta as manobras pra tentar explicar um livro escrito por homens por mentes humanas.

    ResponderExcluir