25/01/11

Deus destruiu o diabo?

É incrível a quantidade de heresias que se prolifera quando a leitura das Escrituras não é feita com o devido cuidado exegético, e mais incrível ainda a quantidade de heresias que se desfaz com a simples leitura do texto bíblico em seu idioma original.
Já por duas vezes vi na internet pessoas afirmando que o diabo já havia sido destruído, baseadas em uma leitura pobre de Hebreus 2:14. O texto diz:
"E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que pela morte aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o diabo;"
O texto em português como consta acima, a versão Almeida Corrigida e Fiel, de fato da a entender (ao menos em uma primeira leitura, desconexa de todo o resto do texto bíblico) que o diabo tenha sido aniquilado. Entretanto, não é esse o sentido da expressão no original grego. O verbo traduzido por "aniquilasse" é καταργέω, significando "tornar inútil" ou "tornar sem força".
Para efeitos de comparação, trata-se do mesmo verbo empregado em Lucas 13:7 (ocupar inutilmente), Romanos 3:3 (tornar a fé sem efeito) e 2 Timóteo 1:10 (aboliu a morte). A morte continua existindo, não é mesmo?

G. Montenegro.

10 comentários:

  1. Ouvi uma "teóloga"(com diploma) esposa de um "pastor" ensinar na ebd que DEUS NÃO CRIOU O DIABO, ele criou lÚCIFER e esse movido pelo mal da soberba pecou e foi enviado para terra onde deixou de ser o Lucifer e tornou-se diabo ou satanás. Poderia dar sua interpretação por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há e nunca houve esse ser chamado "Lúcifer". Não há traço dele em qualquer lugar da Bíblia.

      Quanto a dizer que Deus não criou Satanás, a Bíblia é muito clara: Deus criou todas as coisas (João 1:3; Romanos 11:36; Colossenses 1:16,17; Apocalipse 4:11). Não há outro Criador além de Deus.

      Excluir
  2. Sr. Gyordano, tem interpretações que dizem fazer referencia a ele nos livros de Ezequiel 28, Isaias 14:12-14, , Apoc 12:4. Gostaria que o Sr. mostra-se os erros e como devemos interpretar melhor essas sequências. Por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ezequiel 28 refere-se ao príncipe de Tiro (v. 2).

      Isaías 14 refere-se ao rei de Babilônia (v. 4).

      Apocalipse 12:4 refer-se a Satanás, mas no texto ele é sempre um dragão vermelho. Em nenhum momento o texto diz que ele era "Lúcifer".

      Excluir
  3. Sr. Gyordano, mas não fazem alusões ao diabo, igualmente a certos textos que fazem alusões a Cristo? E como nascera esse nome Lucifer dentro da cultura religiosa? Se possível é claro. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os textos de Isaías 14 e Ezequiel 28 só fazem alusão ao diabo se de antemão se tem uma concepção sobre o diabo como um 'anjo caído'. Ou seja, é um argumento circular.

      Se observar os textos que CLARAMENTE falam do diabo, nenhum deles permite essa conexão. A descrição bíblica de Satanás é como o acusador, tentador, corruptor, inimigo de Deus, que tenta estender seu império sobre a criação. Mas nenhum texto que CLARAMENTE fala do diabo o descreve como um anjo caído.

      Ou seja, de um lado você tem textos que claramente falam do diabo. De outro lado você tem textos que supostamente fazem alusão ao diabo, mas como certificar de que essa conexão é verdadeira?

      O problema está em que, por conta da formação católica tradicional no nosso país, em geral se tem uma ideia já formada sobre o que seja o diabo, e tenta-se projetar essa ideia sobre o texto bíblico. Ou seja, interpreta-se Isaías 14 e Ezequiel 28 conforme as crenças já concebidas sobre o que seja o diabo. Só assim podem surgir essas "alusões". Mas, como dito, é um argumento circular.

      Como nascer o nome de Lúcifer? Como nasceu o nome é mais simples. Nasceu em um texto já citado pelo Sr.: Isaías 14. Quando esse texto bíblico foi traduzido para o latim no século V, o versículo 12 foi traduzido do seguinte modo:

      -- QUOMODO CECIDISTI DE CAELO LUCIFER QUI MANE ORIEBARIS CORRUISTI IN TERRAM QUI VULNERABAS GENTES -- (Liber Isaiae 14:12; Vulgata Latina)

      A palavra LUCIFER em latim indica a estrela da manhã (estrela d'alva), a mais brilhante (Vênus). Entretanto, em outros momentos (2 Pedro 1:19) a palavra LUCIFER também é usada na Vulgata Latina, sem qualquer relação com o diabo. Trata-se simplesmente da estrela da manhã, sempre em sentido metafórico.

      Assim, a partir do momento em que o texto de Isaías 14 passou a ser interpretado como uma referência ao diabo, aplicar a ele o nome "Lúcifer" (que significa apenas a estrela d'alva) foi algo natural, mesmo que não fosse esse o sentido original.

      É bom que fique claro que na Bíblia há sim anjos caídos (2 Pedro 2:4). Mas ela nunca diz que o diabo, Satanás, é um deles.

      Excluir
  4. Então, como seria o diabo(que "forma" já que ele pode se figurar em um anjo de luz) e qual a sua atuação? é apenas levar-nos a pecar? Se sim qual seria essa "força" atuante em nós?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Bíblia não fala sobre a "forma" do diabo. A única descrição que a Bíblia faz dele, como um grande dragão vermelho, é obviamente simbólica.

      Em geral imaginamos o diabo a partir de representações artísticas. De qualquer forma, o diabo é um espírito (Efésios 2:2). Embora assuma formas, não é necessário que ele tenha uma forma específica.

      O diabo é mentiroso e homicida (João 8:44). Embora em geral o inimigo seja por vezes representado como um estrategista, creio que a melhor descrição seja a de um cão raivoso, irracional. Satanás não é "segundo Deus"; tem um certo poder (e finge ter mais poder do que tem), mas é Deus que está no controle.

      "Satanás" significa "Opositor". Esse nome expressa exatamente o que o diabo faz: impedir o Reino de Deus (e.g. 1 Tessalonicenses 2:18). Satanás não apenas tenta o homem, mas também busca, por meio disso, estabelecer seu próprio domínio sobre a Criação.

      Sobre a "força" atuante, o diabo opera naqueles que não são de Cristo. Sobre os que são de Cristo, a Bíblia é clara: o Maligno não lhe toca (1 João 5:18).

      O diabo cega aos ímpios para que eles não vejam a luz (2 Coríntios 4:4), isto é, os engana e os convence a não fazer a vontade de Deus. Deus permite que também os crentes sejam tentados.

      Excluir
  5. Lucas 10:18 "E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu."

    --- a biblia dá algum indicio de que céu satanas caira? Paulo da a idéia de haver 3 "degraus" ou "fases"(não sei como dizer) de céus
    --- Apocalipse 12:9"...o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele."
    --- Como pode satanas ter anjos? Ha realmente diferença como cita esse versículo entre diabo e satanas? E sendo o diabo espirito não quer dizer que ele seja anjo? Qual a diferença? Por favor poderia me explicar fiquei muito confuso nessa questão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui há uma pequena sutileza. Há dois significados para "cair", um é LITERAL e o outro é SIMBÓLICO. Quando falamos em "anjos caídos", não nos referimos a uma queda no sentido literal, mas em sentido simbólico, ou seja, anjos que estavam inicialmente com Deus, mas pecaram. Esses anjos foram PRESOS (2 Pedro 2:4).

      Em segundo lugar, a Bíblia diz em vários lugares que Satanás tem anjos (Mateus 25:41). Anjo significa simplesmente "mensageiro". Diversos seres humanos são chamados "anjos" na Bíblia, como João Batista e os pastores das sete igrejas do Apocalipse. É evidente que os anjos de Satanás são espíritos como ele.

      O texto de Apocalipse 12:9 não faz diferença entre "Diabo" e "Satanás", apenas diz serem esses dois nomes pelos quais o mesmo dragão é chamado. Observe que o texto está no SINGULAR o tempo todo (precipitado, chamada, engana, ele).

      Na realidade, é impossível que "Diabo" e "Satanás" sejam dois seres diferentes, quando observamos como surgiram essas palavras. Satanás vem do hebraico HA-SATAN (o Opositor). Quando o Antigo Testamento foi traduzido do hebraico para o grego, a expressão hebraica HA-SATAN foi traduzido pela palavra grega DIABOLOS (o Acusador). Assim, Diabo seria a versão grega do nome de Satanás; dois nomes para o mesmo ser, portanto.

      Os anjos de Deus (e os anjos do diabo) são espíritos, mas há outros espíritos que não são mensageiros (cf. Colossenses 1:16).

      Excluir