12/04/10

Manada ou vara?

        Por que os evangelistas discordam nesse ponto?

E ele lhes disse: Ide. E, saindo eles, se introduziram na manada dos porcos; e eis que toda aquela manada de porcos se precipitou no mar por um despenhadeiro, e morreram nas águas.
(Mateus 8:32)

E andava ali pastando no monte uma grande manada de porcos.
(Marcos 5:11)

E andava ali pastando no monte uma vara de muitos porcos.
(Lucas 8:32a)

        Uma fato ao qual se deveria prestar atenção antes começar a "descobrir" contradições bíblcias é que todo texto deve ser interpretado na língua em que foi escrito. No processo de passagem de um idioma para outro, aquilo que é característico de cada língua pode acabar se perdendo e sendo substituído por outro elemento. É necessário interpretar (ao menos em nível exegético) para traduzir. Não existe tradução "dicionarial". Disso concluímos que muitas vezes certas contradições, discrepâncias, erros e obscuridades podem ser provenientes não do texto em si, mas de sua tradução.

        Um exemplo já tratado foi o de Jonas. Com esse exemplo dá-se o mesmo. Em dois dos textos o coletivo de porcos consta como manada, e em um como vara. Na língua portuguesa, o coletivo de porcos é "VARA". Assim, só o texto de Lucas restaria correto; os demais conteriam erros.
και ειπεν αυτοις υπαγετε οι δε εξελθοντες απηλθον εις τους χοιρους και ιδου ωρμησεν πασα η αγελη κατα του κρημνου εις την θαλασσαν και απεθανον εν τοις υδασιν
(Mateus 8:32; Nestle-Aland)

ην δε εκει προς τω ορει αγελη χοιρων μεγαλη βοσκομενη
(Marcos 5:11; Nestle-Aland)

ην δε εκει αγελη χοιρων ικανων βοσκομενη εν τω ορει
(Lucas 8:32a; Nestle-Aland)

        Como se pode perceber claramente, no texto grego não existe tal contradição. A mesma palavra é empregada: αγελη. Assim, se essa palavra é a correta a se empregar para o coletivo de porcos, os três textos estão corretos; se, no entato, esta palavra é incorreta, os três versículos conteriam um erro. Constatamos, entretanto, tratar-se de mera arbitrariedade na tradução a distinção entre "manda" em Mateus 8:32; Marcos 5:11 e "vara" em Lucas 8:32.


        Primeiro, um pouco da etimologia. Como é visível, αγελη tem como origem o verbo αγω, que tem como significados: levar, carregar, conduzir. Na voz média, αγομαι, significa "levar para si". Nesse campo semântico percebemos que a ideia primitiva nada tem a ver com animais. Poderia indicar perfeitamente qualquer grupo de animais conduzidos. Portanto, não significa, a priori, nem manda nem vara. Embora possamos admitir a possibilidade de uma mudança semântica, uma verificação léxica pode nos corrigir.

        No endereço a seguir encontramos os usos de αγελη na língua grega, em textos fora da Bíblia.


        Como se pode ver, essa expressão pode indicar, dentre outras coisas, o coletivo de:
        a) cavalos.
        b) bovinos.
        c) qualquer companhia.
        d) peixes.
        e) garotos, no treinamento de Creta ou Esparta.


        Assim, fica evidente que, na língua grega, a expressão αγελη pode ser usada para indicar também porcos, porque não está diretamente relacionada a nenhum tipo de animal.

Gyordano, peccator.

Nenhum comentário:

Postar um comentário