29/04/08

O nome de Jesus

Questiona-se muitas vezes o nome de Jesus Cristo. Segundo certos grupos fanáticos, a única forma correta de chamarmos a Jesus Cristo é pelo hebreu YESHUA HA'MASHIACH (i.e., Yeshua, o Messias). Para alguns ainda, o nome mais primitivo YEHOSHUA é que deveria ser adotado em vez de Yeshua. Segundo os proponentes destes nomes, a única forma certa de chamar Jesus e invocá-lo é por seu nome original.

O problema em si é que nenhum destes é o nome original de Jesus: nem Yeshua, nem Yehoshua. Aqueles que chamam a Jesus por esses nomes não estão chamado ao "Jesus errado". Estão errados, porém, em afirmar que estes eram os nomes pelos quais Jesus era chamado.

O nome original de Jesus é, transliterando-se do grego, IHSOYS (pronúncia: Ieesus).

Este é um ponto muito importante: o Novo Testamento foi escrito em GREGO. Na época de Jesus, esta era a língua oficial da Palestina. Além disso, Jesus foi criado na Galiléia, onde o grego era amplamente falado.

Pode parecer, hoje em dia, estranho afirmar que na Palestina se falasse Grego, e não Hebreu ou Aramáico. A explicação é histórica.

O idioma original dos judeus é o Hebreu, mas depois de passarem mais de meio século sob dominação caldéia, os judeus perderam sua língua original, que foi substituída pelo aramaico, sob densa influência persa.

Antes da dominação dos romanos, a Palestina esteve subjugada pelo império de Alexandre Magno. Este imperador foi responsável por difundir pela Europa e Ásia o idioma grego. Nas suas províncias, Alexandre cuidou de crias escolas e ginásios para ensinar a cultura grega (e, assim, a língua grega). Era tão forte a dominação que muitos judeus abdicavam sua nacionalidade judaica, desfazendo sua circuncisão através de uma cirurgia.

Quando o império romano se apossou da herança do império macedônio, as províncias a leste do mare nostrum (como conheciam ao Mediterrâneo) continuaram tendo como língua oficial o Grego. O hebreu, por sua vez, já tinha começado a se declinar 4 séculos antes, e na época de Jesus já era língua morta, mais ou menos como o latim hoje em dia: membros do cléro católico, estudiosos de línguas clássicas e acadêmicos de modo geral podem até falar e escrever em latim, mas não existe um povo que fale essa língua.

Nos momentos em que o Novo Testamento se refere ao "hebraico" (João 5:2; 19:13,17,20; Atos 21:40; 22:2; Apocalipse 9:11; 16:16), na realidade estava falando do aramaico. Daqui podemos tirar um exemplo muito interessante: em João 19:20 as inscrições estão em grego, hebraico (aramaico) e latim. Grego porque era uma língua regional, aramaico por ser um idioma muito difundido em todo o oriente, e latim por ser a língua do império romano.

A respeito disso existem na Bíblia muitas evidências, como o fato de que os escritores da Bíblia citarem não os textos em hebraico, mas a própria Septuaginta. Basta comparar Atos 7:43 a Amós 5:26. O texto em hebreu está diferente, mas o em grego (da Septuaginta) coincide com o do Novo Testamento. Na realidade, o texto em hebreu que usamos atualmente é da idade média, enquanto a Septuaginta é do século III a.C.

Uma evidência interessante está em outro nome: Tiago. Este nome origina-se de JACÓ, e na Bíblia está escrito como IAKWBOS ("Iakoobos"; Mateus 4:21), vindo do hebreu YAQOV (יַעֲקֹב). Acontece, porém que o mesmo autor que em Mateus 4:21 chama o nome Jacó como IAKWBOS, também o chama como IAKWB ("Iakoob") anteriormente (Mateus 1:2), usando o mesmo nome que é encontrado na Septuaginta.

A explicação para este fenômeno é justamente mais uma prova de que o Novo Testamento foi escrito em grego. O final -OS adicionado ao nome é um morfema típico dos nomes gregos masculinos quando estão no caso Nominativo. Mas nós sabemos que o nome Jacó é hebreu, e não grego. Portanto, só foi preciso adicionar -OS ao nome quando o povo hebreu precisou começar a falar (e não apenas a escrever) em grego. Deste modo, o autor do Evangelho de Mateus usa primeiro o nome primitivo, em alusão à Septuaginta, porque este era o nome original com o qual o antepassado era conhecido, usando apenas letras gregas. Já posteriormente, o mesmo nome é escrito também usando da morfossintaxe grega, por ser este o modo como o autor do Evangelho ouvia o nome nas ruas.

Deste modo, fica evidente o fato de que o Novo Testamento foi escrito em Grego. Nele, a primeira vez que o nome de Jesus aparece é em Mateus 1:1, e é escrito como IHSOYS.

Pela fonética Grega, o encontro OY (ómicron + úpsilon) é pronunciado como o nosso "u" português (diferentemente do úpsilon, lido como o "u" francês). Além disso, o Eta (H) é pronunciado como um "e longo". Assim, o nome IHSOYS é pronunciado como "Ieesus".

O nome de Jesus escrito em Latim é JESUS, porque é assim que se translitera do Grego para o Latim. Pode parecer estanho substituir um "I" (iota) por um "J" (jota), mas acontece que no latim originalmente não existe diferença entre o som do "I" e o som do "J". Eram apenas formas diferentes de escrever a mesma vogal. Somente muitos séculos depois da morte de Jesus é que percebeu-se que o I estava se pronunciado de dois modos diferentes, e assim separou-se sistematicamente o "I" do "J".

Deste modo, Jesus é o nome original, mas transliterado para o Latim. No Grego, seria IHSOYS (iota-eta-sigma-ómicron-úpsilon-sigma).

Quanto ao epíteto Cristo, vem, também do Grego, de XRISTOS, e significa "ungido". Este era o termo pelo qual os judeus falantes de língua grega já chamavam ao Messias (mas também a reis e sacerdotes hebreus) ao menos três séculos antes de Cristo. Em Daniel 9:25, este é o termo encontrado (no genitivo XRISTOY). Confira (no genitivo):

καὶ γνώσῃ καὶ συνήσεις ἀπὸ ἐξόδου λόγου τοῦ ἀποκριθῆναι καὶ τοῦ οἰκοδομῆσαι Ιερουσαλημ ἕως χριστοῦ ἡγουμένου ἑβδομάδες ἑπτὰ καὶ ἑβδομάδες ἑξήκοντα δύο καὶ ἐπιστρέψει καὶ οἰκοδομηθήσεται πλατεῖα καὶ τεῖχος καὶ ἐκκενωθήσονται οἱ καιροί


Gyordano Montenegro Brasilino, cristão.

26 comentários:

  1. Paulo Roberto Andrade de Lima Filho18/12/2011 13:26:00

    A paz do Senhor!!!!!

    Fico grato a Deus e ao amado irmão por esse conteúdo aqui exposto, aqui em uma igreja em Recife alguns irmão estão entrando em paranóia porque um irmão seminarista recem formado trouxe um conteúdo a respeito do nome de Deus e de Jesus de forma chocante, a tal ponto de alguns irmãos estarem brigando entre si de tal forma que eu que não sou dessa determinada igreja pesquisei e encontrei esse conteúdo de forma mais correta e coerente de se entender e estarei passando pra eles.

    Muito obrigado, fique na paz!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se conhecesses melhor a cultura judaica sob a qual Jesus e os apóstolos nasceram e orasse com mais fervor ao Eterno sob essa questão, então saberias melhor a esse respeito. A língua grega embora fora utilizada para o uso escritural das Escrituras, ou seja, cópias, não reflete muito bem o significado das palavras hebraicas, pois não existe um único manuscrito original datado do primeiro século que esteja no grego, mas apenas do século 2 ou 3 em diante. Embora fosse comum judeus falarem grego na Palestina, e que a língua mais falada fosse o aramaico, todavia o que ninguém para pra pensar é que seus nomes em terra natal que é uma prática usual até os dias de hoje são pronunciados em hebraico, assim como o culto na sinagoga e a liturgia era em hebraico, e as escrituras entre os ortodoxos sempre foi em hebraico, apenas judeus helenistas usavam textos gregos, já as pessoas leigas geralmente falavam mais o aramaico.
      Era comum judeus possuirem dois nomes quando estavam no cativeiro ou quando migravam para outro país, sendo seu primeiro nome de origem judaica considerado nome principal e um segundo nome de cunho linguisticamente adaptável, o que não era comum é justamente modificar seu nome próprio ou deprecia-lo. E isto é justamente o que acontece com o Nome Jesus.
      Vale a pena lembrar que Yeshua ou Yehoshua tem um significado e valores espirituais a transmitir, e não se trata aqui de meras palavras ao vento, e portanto correspondem ao nome do messias conhecido no grego como Cristo (ambas as palavras possuem o mesmo significado), mas no grego Jesus não significa IHWH é Salvação, mas simplesmente não possui significado algum.
      Quando Jesus passa para o Latim, hoje uma língua morta, onde quase ninguém sabe o que se está falando nas missas, então passa a ter um significado totalmente depreciativo, isto é, Iesus = "porco"

      Quando a letra J fora criada em princípio não tinha som de J, mas de i, então vemos que com o passar do tempo mais uma vez o nome sofre mudanças na morfologia passando de Iesus = "porco" para universalmente ser chamado de "Jesus". Eu pergunto, qual é o significado de Jesus, visto ter este nome atual seu valor fonético oriundo do latim? Qual nome toda humanidade confessará dizendo que ele é o Senhor?
      Preciso falar mais...

      De fato Deus não leva em conta o tempo da ignorância, mas quando as verdades são reveladas as coisas mudam.


      Com minha mais pura sinceridade e veemência da verdade,

      Alex Souto
      alexsoutolopes@yahoo.com.br
      11 95717-1300

      Excluir
    2. 1. É meia verdade dizer que não existe nenhum manuscrito do século I em grego. A verdade é que não existe nenhum manuscrito do Novo Testamento em NENHUMA língua antes do século II. Os primeiros manuscritos foram em grego, mas só estão preservados os textos bíblicos desde o começo do século II.

      2. É simplesmente falso dizer que o grego não pode ser usado para expressar aquilo que consta no hebraico. Tudo depende da habilidade do tradutor.

      3. É falso associar a vivência em Israel hoje (costumes como o modo de se nomear uma criança) com a vivência há 2 mil anos atrás. Hoje o hebraico ressurgiu, o que não se pode dizer de 2 mil anos atrás. É verdade que as crianças recebiam nomes hebraicos (aramaizados) na Palestina, mas é igualmente verdade que essas crianças recebiam nomes gregos.

      4. A palavra latina para "porco" é SUS (ou PORCUS), não IESUS. É ignorância associar IESUS a SUS, visto que existe um grande número de expressões latinas com a mesma terminação, como ADVERSUS, ARTIFICIOSUS, CARIOSUS, CASUS, CONCISUS, CURSUS, DIVERSUS, etc. Nenhuma dessas expressões tem nada a ver com "porco", ainda que terminem em "sus".

      5. As mudanças do nome de Jesus não são "morfológicas", mas sim FONÉTICAS.

      6. Toda língua confessará o nome de Jesus como a conhece. O mais incrível de tudo é que o apóstolo Paulo, escrevendo aos gregos, não teve nenhum pudor em dizer que se confessará o nome de Jesus em grego (Filipenses 2:11). Na realidade, não existe nenhuma evidência concreta de que os apóstolos jamais tenham usado o nome de Jesus em hebraico. Quem quer usar o nome de Jesus em hebraico acha que sabe mais do que as Escrituras inspiradas, que usam o nome de Jesus sempre em grego.

      Excluir
  2. Paulo Roberto Andrade de Lima Filho.18/12/2011 13:52:00

    Meu email: pfilho@ig.com.br e msn: pfilho1978@hotmail.com.

    Paulo Roberto Andrade de Lima Filho.

    ResponderExcluir
  3. estudo riquissimo para os amantes da palavra de DEUS passe mas conhecimento para quem gosta de estudar a palavra da verdade a paz amado do SENHOR.

    ResponderExcluir
  4. A Paz. Tem duas coisas que eu gostaria que o senhor me pudesse explica. A primeira e' que o Anjo chegou pra Jose' e disse o nome que ele deveria dar para o seu filho. O proprio Deus que falou o nome, com certeza nao era jesus. A segunda coisa e' que quando jesus falou com Paulo, na estrada, no epsodio que Paulo ficou cego, as escrituras nos dizem que Jesus falou em aramaico. Por que entao ele nao falou em grego, ja que o senhor afirma que naquela epoca falavam em grego.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da. Maris, dois detalhes devem ser observados.

      O primeiro é que o relato da aparição só existe, originalmente, em grego. Portanto, não há evidência de que o anjo tenha falado qualquer outra língua além de grego.

      O segundo é que o fato de Jesus ter falado em aramaico é uma EVIDÊNCIA de que se falava grego. Procure no Novo Testamento quantos diálogos há e quão poucas vezes o texto diz que "falavam em aramaico". Pouquíssimas! Quanto ao grego, o Novo Testamento nunca se incomoda em dizer "falavam em grego". Isso não é óbvio?

      Excluir
  5. Gosto muito quando uma pessoa está errado e quer provar a mentira. de qualquer forma o nome não era jesus e deveria ser falado como u original. O nome do messias deveria ter sido conservado original. qualquer nome que não seja o original com as letras que foram ou eram escritas se torna falso. Esses que te acompanham é porque tambem querem justificar a fé morta deles.

    ResponderExcluir
  6. Porque pais judeus dariam nomes em grego aos seu filhos???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo mesmo motivo que pais judeus atualmente dão nomes portugueses, alemães, russos, poloneses ou ingleses aos seus filhos.

      Excluir
    2. Com suas respostas vc prova o quanto não conhece da tradição do povo judeu. Este povo, diferente de nós, gentios, tinham em seu sangue,muita honra, carater e respeito, apesar de serem também pecadores e praticarem bastantes erros.
      Enfim, um judeu daquela época nao colocaria o nome do seu filho, o ungido, o nome em grego, povo que estava dominando eles. Outra coisa campeão, o Todo Poderoso, criador de todo o universo não tinha outro povo amado e selecionado pela promessa a Abraão. O povo escolhido era o Judeu e não o grego. defender grego-romano é defender a apostasia dos ultimos tempos.
      Portanto, traduza os nomes em hebraico e em grego e verá a enorme diferença. Estude e não embarace mais ainda os incautos.
      Cuidado, o nome Deles não devem ser blasfemados.

      Excluir
    3. Errado. Os judeus, tanto na época de Jesus quanto atualmente, colocam em seus filhos nomes nas línguas das nações em que vivem. A Bíblia está repleta de exemplos disso no livro de Atos. Os primeiros 7 diáconos tem todos eles nomes de gentios, mesmo vivendo em Jerusalém.

      Não se esqueça de que quem escreveu o nome de Jesus em grego foram os próprios apóstolos. Nenhum apóstolo jamais deixou qualquer texto com o nome de Jesus em língua semítica.

      O povo que dominava os judeus não era o povo grego. Era o povo ROMANO, que tinha por língua o LATIM.

      Não fale daquilo que não estudou.

      Excluir
  7. Meu prezado autor desse estudo, você também está pegando o bonde andando, o próprio mestre já falava da falsa pena dos escribas e combatia contra a forma errada naquele tempo, agora você imagina depois disso para cá com tantas traduções feitas, como deve ter ficado mais ainda falsa a pena dos escribas!

    Eu não pertenço a nenhuma religião, sigo o caminho com o povo remanescente de Yaohushua. Se formos olhar para a história cairemos em confusão, por isso preferimos estudar o hebraico arcaico. Sabemos que o povo de Yaoshorul (Israel) passaram por muitas aflições por causa exatamente de suas transgressões para com o eterno Yaohu Úlhim. Mas para nós o importante é que o nosso Eterno Criador não muda e nem Nele é visto sombras de variações. Amamos a palavra de Yaohu na sua língua original hebraica arcaica. Quanto a língua grega sabemos que não se trata da fala original antiga. Portanto conhecereis a verdade e a verdade vos libertará! Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só bla-bla-bla. Argumento que é bom, nada.

      Excluir
    2. SOU DE ACORDO OU VC SERVE A YESHUA HA'MASHIACH OU A UM JESUS. DEUS SO ESCREVEU 10 MANDAMENTOS E YESHUA HA'MASHIACH 2 MANDAMENTOS E MESMO ASSIM SOMAS PIOR QUE SACERDOTES E LEVITAS LUCAS 10;25

      Excluir
    3. Bobagem. Jesus e Yeshua são uma pessoa só. Não sabe do que fala. Foram os próprios apóstolos que chamara a Jesus de Jesus, não eu. Todas as evidências de que o nome dele era "Yeshua" são indiretas.

      Excluir
    4. se o nome nao importa blz, entao podemos chamalo de satanas , belzebu ele e poderoso ele vai saber que estamos falando com ele nao e sabixao? o nome do pai tem que estar contido no nome do filho ! nos livros que voce esta estudando se eles nao te ensinaram isso sinto muito , voce vai se igualar ao escribas e fariseus.

      Excluir
    5. PRESTE ATENÇÃO ANTES DE FALAR BESTEIRA! Quer saber a verdade ou não quer?

      Ninguém disse que o nome não importa. Os apóstolos chamaram a Jesus de Jesus (em grego), nunca o chamaram de Yeshua.

      Excluir
  8. A PAZ TEMOS QUE FICA COM O ORIGINAL !!!!! O RESTO É MISTUREBÁ







    ResponderExcluir
  9. Não devemos limitar o poder divino. Deus nos compreende em qualquer lingua na qual a ele nos referimos. Ele é o criador de todas as coisas. Foi ele quem formou toda linguagem. Em portugues, ingles, frances ou aramaico. Seja o inculto, com sua maneira errada de se expressar, ou o mudo se referindo a ele. Ele tudo entende.
    O Deus de Abraão, Isaque e Jacó sabe todas as coisas e conhece toda intenção do coração sem mesmo que haja palavras em nosso falar.
    Não limitemos o poder divino.
    A paz a todos. Agradeço a oportunidade de participar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comungo com o irmão da mesma pinião, apegar-se a nomes, detalhes fonéticos etc. É limitar o poder do altíssimo que sabe todas as coisas e prescruta o mais importante que é o íntimo das pessoas, assim, se Jesus é chamado dessa ou daquela maneira isso é irrelevante para Aquele que sabe e sonda tudo, pois para Deus o pensamento e a intenção é o que valem.

      Excluir
  10. Frankmar Corrêa24/05/2013 00:20:00

    Esse Estudo para defender o Nome de Jesus é muito bom.já esta provado que Jesus é o Nome do Filho de Deus!

    ResponderExcluir
  11. frankmar de macedeo23/09/2013 20:26:00

    o nome do nosso salvador e Emanoel ler ISAIAS capitulo 7 vs 14 ponto final

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jesus nunca usou o nome "Emanuel".

      "E disse o Senhor: Eu sou Jesus" (Atos 9:5).

      Excluir
  12. Frankmar Corrêa04/11/2013 00:08:00

    Irmão Gyordano Montenegro,Você esta totalmente Certo ,Jesus falou o seu nome e seu nome foi escrito em Grego: Iesous:O nome JESUS provém do Aramaico "Yeshua" (Javé salva) que foi adaptado em grego Iesous e foi adaptado em Latim Iesus que ficou em Português Jesus.
    Existe mais de 5.000 Manuscritos em Grego do Novo Testamento que provam que o nome de Jesus esta certo.por isso eu concordo com Você!
    Você disse que em atos 9:5 que diz:"E disse o Senhor: Eu sou Jesus" (Atos 9:5).irmaõ esta certo,esse relato foi escrito em Grego e Não em Aramaico ou Hebraico.então por vontade de Deus foi que o nome de seu Filho foi escrito em Grego e não em Aramaico.então Deus quer que seu filho seja conhecido pelo nome de Jesus.
    Em Apocalipse 22:16 , Jesus falou seu nome e este nome foi escrito em Grego e Não em Aramaico.
    ''Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas. Eu sou a raiz e a geração de Davi, a resplandecente estrela da manhã.''

    (Apocalipse 22:16)

    ResponderExcluir